Resenha “Tudo E Todas As Coisas”, Nicola Yoon

tudo

Livro: Tudo E Todas As Coisas

Autor: Nicola Yoon

Editora: Novo Conceito

Número de Páginas: 304

Sinopse: Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa nunca sai em toda minha vida. As únicas pessoas com quem convivo são minha mãe e minha enfermeira, Carla.
Eu estava acostuma com minha vida até o dia que ele chegou. Pela janela olho para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano.
Ele me pega observando-o e me encara. Encaro-o também. Descubro depois que seu nome é Olly.
Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre.

Minha Resenha

WhatsApp Image 2017-03-29 at 08.21.43 (1)

Sabe aquele livro mais fofo que você respeita? Pois é, eis Tudo E Todas As Coisas.

“Todo mundo é tão único quanto um floco de neve, não é? Somos todos únicos e complicados. Talvez a gente nunca conheça o coração humano, não é o que dizem por aí?”

Nesse livro nos deparamos com Madeline, uma moça de 18 anos que só conhece a própria casa e contato com um número restrito de pessoas (mãe, enfermeira, alguns professores). Madeline sofre de IDCG (Imunodeficiência Combinada grave).

Para quem nunca ouviu falar de dessa doença, segue um pouquinho sobre ela: A imunodeficiência combinada grave [T-B-] (IDCG) é uma imunodeficiência hereditária com um modo de transmissão autossômico recessivo. A sua incidência é de aproximadamente 1/50.000 nascimentos/ano. Esta deficiência ocorre em crianças a partir dos primeiros meses de vida e manifesta-se por infecções víricas ou bacterianas recorrentes (citomegalovírus, Pneumocystis carinii), por vezes por BGC (se a criança receber a vacina BCG durante o período neonatal), diarreia grave e atraso estaturo-ponderal. A IDCG só pode ser tratada numa unidade pediátrica especializada em imunologia e hematologia. Os indivíduos suspeitos de terem IDCG nunca devem receber vacinas vivas nem receber transfusões de produtos sanguíneos não-irradiados. O único tratamento para a IDCG é um transplante de medula óssea. Podem existir diversas alterações genéticas subjacentes à IDCG do tipo alinfocítico. Existem duas anomalias genéticas que podem ser responsáveis por esta patologia: mutações nos genes ativadores de recombinação (RAG1 e RAG2) ou no gene Artemis.

PS: Quase uma aula de Biologia, hahaha.

Portanto, Madeline tem alergia a tudo que é externo, vive de forma monótona, acompanhada por sua mãe (médica), Carla (enfermeira), estudos e seus livros, que é sua paixão (como não amar essa garota?! Hein?!)

“Um universo que pode ser criado em um piscar de olhos também pode ser destruído com o mesmo movimento.”

WhatsApp Image 2017-03-29 at 08.21.43

Madeline nunca teve curiosidade em conhecer o externo, até que um dia…Uma nova família chega para morar na vizinhança, mais precisamente ao lado da casa de Madeline, e logo se encantou pelo rapaz que ali viria a morar. Mas o que esperar de uma moça que tem alergia ao mundo? Isso, o que Madeline passa fazer é observar essa família, mas ela queria mais, muito mais.

“Tudo é um risco. Não fazer nada é um risco. A decisão é sua.”

Ela descobre que o nome desse rapaz é Olly e consegue conversar com ele por email. Conversa vai conversa vem, e ali Madeline percebe que não é o suficiente para ela. Ela quer um contato mais próximo de Olly, ela quer tê-lo por perto. Depois de muito insistir com a sua enfermeira, ela consegue recebe-lo em sua casa.

“Mas a diferença entre saber e ver pessoalmente é a diferença entre sonhar que está voando e voar de verdade.”

Como podemos esperar, nem tudo é suficiente para uma adolescente, ela quer sempre mais e mais, até que sua mãe descobre e lhe impede de entrar em contato com Olly, demitindo em seguida a querida Carla.

“É estranho perder algo que você nunca teve ou que, de qualquer forma, não se lembra de ter tido.”

Está achando que acaba por aí?! Madeline traça um plano, ela quer sair de casa, ela quer conhecer o mundo, nem que para isso ela perca a vida.

“Às vezes você faz as coisas pelos motivos certos e outras pelos errados. Há ainda aquelas vezes em que é impossível saber a diferença.”

Fiquei completamente apaixonada por esse livro desde que vi sua capa, porém demorei para pegar e ler, mas depois disso foi só amor. Madeline me conquistou por ser decidida em tudo que ela quer, de não ter medo dos riscos e enfrentar tudo que for preciso para realizar suas vontades.

“Devido então que o amor é uma coisa muito, muito horrível. Amar alguém tão profundamente quanto minha mãe me ama deve ser como viver com o coração do lado de fora do peito, sem nenhuma pele, ossos, nada para protegê-lo.”

Um livro lindo, que fala sobre doenças, dramas familiares (drama queen por aqui). Ao romance de Madeline que surge inicialmente como uma amizade e que depois segue um rumo diferente, gostei dos grandes avanços que Madeline conseguia, que para nós é tido como algo tão simples.

“Nas profundezas do espaço, posso ver todo o mundo de uma vez só. Meus olhos não são detidos por uma parede ou uma porta. Posso ver o início e o fim dos tempos. Dali posso ver o infinito.”

O desfecho me deixou bastante satisfeita, e fui bastante surpreendida. Não vou dizer o que acontece, mas digo que para quem ama dramas psicológicos, esse é o livro certo para você.

Com uma diagramação linda, com ilustrações maravilhosas, títulos nos capítulos que nos deixavam bastante curiosos, fora que em alguns momentos o livro parece um bloco de anotações de Madeline e também não poderia faltar citações de alguns livros. É claro que um livro tendo tantas coisas positivas deve ser muito recomendado.

Ahhh, e mais um motivo para você ler Tudo E Todas As Coisas, é que vai ter filme e o trailer está um amor.

Espero que tenham gostado, e beijos no seu coração! ❤

Por Bia Sousa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s