Resenha “172 Horas Na Lua”, Johan Harstad

172-horas_frente4_1-jpg-1000x1353_q85_crop

Livro: 172 Horas Na Lua

Autor: Johan Harstad

Editora: Novo Conceito

Número de Páginas: 288

Sinopse:  O ano é 2018. Quase 5 décadas desde que o homem pisou na Lua pela primeira vez.

3 adolescentes comuns vencem um sorteio mundial promovido pela NASA. Eles vão passar uma semana na base lunar DARLAH 2 – um lugar que, até então, só era conhecido pelos altos funcionários do governo americano.

Mia, Midore e Antoine se consideram os jovens mais sortudos do mundo. Mal sabem eles que a NASA tinha motivos para não ter enviando mais ninguém à Lua.

Eventos inexplicáveis e experiências fora do comum começam a acontecer…

Prepara-se para a contagem regressiva.

Minha Resenha

172-horas-na-lua-listas-literárias.gif

Até onde eu sei não é um livro tão famoso, mas chamou minha atenção logo na capa. A imagem me deixou curiosa, e quando finalmente li a sinopse no verso, tive certeza de que queria levá-lo para minha casa.
A premissa revela um plano pouco inteligente por parte da NASA: levar três adolescentes sem experiências anteriores para a lua. A desculpa: essa geração está perdendo cada vez mais o interesse em viagens espaciais e coisas do tipo, então eles vão promover este grande evento mundial, que será transmitido ao vivo, enquanto os três jovens passam 172 horas em uma base (até então) secreta no nosso satélite natural – a base DARLAH 2. O verdadeiro motivo: algo bem mais obscuro.
A história se passa num futuro não muito distante, o ano de 2018.

Resultado de imagem para 172 horas na lua
Em minha visão, a história como um todo é boa, mas é mais para um passatempo. Achei que o autor focou em coisas desnecessárias e algumas coisas importantes ele simplesmente deixou passar, como, por exemplo, o treinamento pelo qual eles passaram em Houston. Faltou uma informação de como os laços entre os três se formaram. Eu apenas esperava mais.
Se você gosta de mistério, esse livro é pra você. Se você não gosta de espaços em branco, não vai rolar.
Com opiniões bem destacadas e divergentes, a maioria dos leitores deste livro concorda que, ou é necessário muito amor pelo tema, ou uma brecha na lista de leituras.

Por Camille Roshler

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s