Resenha “Grey”, E.L James

Livro: Grey

Autor: E.L James

Número de Páginas: 524

Editora: Intrínseca

Sinopse: Na voz de Christian, e através de seus pensamentos, reflexões e sonhos, E L James oferece uma nova perspectiva da história de amor que dominou milhares de leitores ao redor do mundo.

Christian Grey controla tudo e todos a seu redor: seu mundo é organizado, disciplinado e terrivelmente vazio – até o dia em que Anastasia Steele surge em seu escritório, uma armadilha de pernas torneadas e longos cabelos castanhos. Christian tenta esquecê-la, mas em vez disso acaba envolvido num turbilhão de emoções que não compreende e às quais não consegue resistir. Diferentemente de qualquer mulher que ele já conheceu, a tímida e quieta Ana parece enxergar através de Christian – além do empresário extremamente bem-sucedido, de estilo de vida sofisticado, até o homem de coração frio e ferido.

Será que, com Ana, Christian conseguirá dissipar os horrores de sua infância que o assombram todas as noites? Ou seus desejos sexuais obscuros, sua compulsão por controle e a profunda aversão que sente por si mesmo vão afastar a garota e destruir a frágil esperança que ela lhe oferece?

Minha Resenha

Quem me conhece sabe que eu amo a trilogia “Cinquenta Tons de Cinza” só que também sabem que eu odiei o primeiro livro que também se chama “Cinquenta Tons de Cinza”. Comprei esse livro mesmo só por causa do meu amado Grey.

Bem diferente do primeiro livro narrado pela Ana, o livro “Grey” não é cansativo, pelo contrário é muito melhor. Nesse livro podemos conhecer mais sobre quem é o verdadeiro Christian Grey, que vive cercado de fantasmas que lhe assombram desde a sua infância.

Em algumas partes ele descreve alguns sonhos, seus medos, desejos e muito mais. Percebemos nesse livro que mesmo com seus defeitos o Grey é maravilhoso, e que tudo o que ele faz para a Ana não é por obsessão e sim por querer protegê-la o tempo todo.

Fora as gargalhadas que o Grey me arrancou durante a leitura com as suas loucuras. Se você ria com a própria Ana narrando imagine com ele, principalmente com as respostas que a Ana lhe mandava nos emails que eles trocavam.

Enfim, para quem não leu eu super recomendo a leitura, um livro que me surpreendeu do começo ao fim, e com esse livro eu pude perceber que as vezes o livro não é ruim e sim o narrador que acaba fazendo que a gente não goste do livro.

“Hoje eu vou reconquistá-la”

Então está esperando o que pra ler? Corra e leia,você não irá se arrepender.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s